Tags

, , , , , , , , ,

Ontem foi o Dia do Voluntário na empresa onde trabalho. Isso me lembrou de 2 assuntos que têm muito a ver com o Canadá. Por isso, resolvi compartilhá-los.

Aqui muita gente faz ou já fez voluntariado. É bem comum mesmo. Sei que no Brasil muita gente também faz, mas aqui eu tenho certeza que é bem mais. Realmente faz parte da cultura. Ainda mais quando as pessoas não têm emprego e sobra mais tempo.

Quando chegamos, em 2013, foi justamente o que fizemos. Fomos fazer voluntariado num centro comunitário que ajuda desempregados, pessoas com problemas mentais, famílias com poucos recursos, idosos, etc. Tem distribuição de cestas básicas, aulas de francês, ajuda para a busca de emprego, aulas de informática, ajuda com imposto de renda, etc. O centro também promove festas para toda a comunidade, como Natal, Páscoa, Halloween, etc. Nossa ajuda como voluntários foi justamente na organização destas festas. Foi bom para nós, por podermos começar a integração com o pessoal daqui e para treinarmos o francês. E, claro, melhor ainda para a comunidade, carente ou não, que tem a oportunidade de participar das festinhas gratuitamente.

Mas ontem, com o pessoal da empresa, fizemos uma ação voluntária em outro lugar. Um centro de triagem de comidas que serão doadas para pessoas carentes.

Isso é a segunda coisa que queria compartilhar com vocês. É o que eles chamam de “Ajuda Alimentar”.

Isto não é organizado pelo governo. São organizações não-governamentais que têm parceria com supermercados e fabricantes de alimentos.

Aqui em Montréal existe uma instituição chamada Moisson Montréal que recebe todas as doações de alimentos, separa-os e os distribui para centros comunitários, igrejas ou outras organizações que finalmente farão a distribuição para as pessoas que não têm emprego.

Triagem de Alimentos no Moisson

Voluntários fazendo triagem de Alimentos no Moisson

Os fabricantes e supermercados enviam para o Moisson todo tipo de produto alimentício, de limpeza e de higiene. Normalmente são produtos próximos do vencimento, com a embalagem amassada ou com uma aparência não desejada para a comercialização.

O Moisson faz uma triagem, para garantir que as pessoas não recebam produtos estragados ou inutilizáveis. E foi isso que fiz ontem com o pessoal da empresa. Ficamos fazendo triagem de alimentos lá na sede do Moisson.

As instituições que depois fazem a distribuição para a população são muitas. Todo bairro tem uma pelo menos. Para ter acesso à cesta básica, que é totalmente gratuita, basta a pessoa se apresentar com os seus documentos e fazer uma inscrição. Normalmente ela precisa estar desempregada para poder pegar a cesta, cujo tamanho varia em função do tamanho da família. Em geral a pessoa pode pegar uma cesta a cada 2 semanas.

 Não precisa ser morador de rua para ter direito à cesta. Basta estar desempregado.

Bom final de semana!

Anúncios